LULA PODERÁ PARTICIPAR DAS ELEIÇÕES, EM DEBATES, POR VIDEOCONFERÊNCIA! É O QUE O PT QUER…

Tem que compartilhar! Use o whatsapp também!

A informação é do ex-ministro da justiça Eugênio Aragão que afirmou ontem, segunda-feira (16), em São Paulo. Segundo disse, o PT vai continuar pedindo à justiça a participação do ex-presidente em debates que é seu direito como candidato à presidência.

O objetivo é garantir o direito de ser pré-candidato e exercer a pré-campanha como qualquer candidato, já que não houve julgamento sobre sua elegibilidade.

Dessa maneira, Lula ainda está em plenos direitos eleitorais.

“O que a gente pediu não foi nada de mais. A gente pediu que jornalistas tivessem acesso para poder entrevistá-lo, e que ele pudesse participar eventualmente de debates até por videoconferência”,

declarou Aragão ao UOL durante evento da OAB-SP sobre as questões de direito eleitoral que envolvem a candidatura de Lula.

Segundo o advogado, “ninguém falou de fazer estúdio no lugar onde ele está detido, mas sim facilitar as coisas,

e forma que ele possa ter uma participação que não gere grandes incômodos logísticos nem para a Polícia Federal, e também não para o partido, para ele.”

Tem que compartilhar! Use o whatsapp também!

Os políticos de toga desmoralizam o STF e beneficiam corruptos de todos os partidos

Tem que compartilhar! Use o whatsapp também!

Quando
se espera que os ministros do STF sejam os primeiros a enobrecer a instituição,
levando à sociedade uma imagem de tribunal sério, imparcial e comprometido,
além de guardião da Constituição, em fazer justiça aos conflitos, em última
instância, eis que a decepção faz perder a nossa esperança.

Para
que serve uma decisão majoritária da Suprema Corte, independentemente do placar apertado, se alguns ministros desobedecem ao resultado do
colegiado sobre a prisão em segunda instância? Ou o tribunal é uma Corte de
mentirinha, de políticos de toga etc.?

Não é
este o Brasil que queremos de impunidade aos políticos corruptos causadores do
empobrecimento da nação e nem de tribunais superiores complacentes com os
larápios da República.

Os três
pilares da Lava-Jato, as prisões preventivas alongadas, os acordos de delação
premiada e o cumprimento da pena após condenação em segunda instância, são
ameaçados pelo trio da Segunda Turma do STF,
conhecida como “Jardim do Éden”, Ricardo Lewandowski, Dias Toffoli e
Gilmar Mendes, que se especializaram em soltar presos e suspender ações de
investigações. É por isso que o PT quer que o pedido de liberdade de Lula seja
apreciado pela Segunda Turma.

Eis
aqui algumas decisões decepcionantes perante a sociedade, protagonizadas
pelo trio da Segunda Turma do STF:

Trancou
uma ação penal contra um deputado do PSDB.

Manteve
a liberdade de um operador financeiro do MDB.

Anulou
a busca e apreensão no apartamento de uma senadora do PT.

Garantiu
a liberdade de um ex-assessor do PP.

Absolveu
a petista Gleisi Hoffmann.

E, na decisão mais imoral, concedeu a liberdade de José Dirceu,
condenado a mais de 30 anos por corrupção, lavagem de dinheiro e organização
criminosa.

Essas
decisões tendem a abalar as estruturas da Lava-Jato.

Mas
graças à posição minoritária do trio no plenário do STF, composto de onze
ministros, podemos ver hoje preso o
ex-presidente Lula, o ex-deputado Eduardo Cunha e saber que mais de 300
criminosos de colarinho branco já foram parar na cadeia.

Até o
advento da Operação Lava-Jato, a bandidagem de colarinho branco abastada
gozava de natural liberdade e impunidade
por contratar bons advogados para postergar indefinidamente o cumprimento da
pena, através de interminável lista de
recursos, e tudo alicerçado no jargão jurídico de que ninguém será considerado
culpado até o “trânsito em julgado”.

Ora, os
exemplos de eficiência de punição dos criminosos de colarinho branco não podem ser ignorados em
democracias, como Estados Unidos, Reino Unido e Canadá, que prendem os
condenados na segunda instância e, em alguns casos, até mesmo depois de condenado
em primeiro grau. E ninguém diz que esses países não respeitam o princípio da
presunção de inocência.

Júlio Cesar Cardoso

Tem que compartilhar! Use o whatsapp também!

Ex-piloto de Fórmula Truck é preso suspeito de liderar quadrilha de roubo de carga

Tem que compartilhar! Use o whatsapp também!

Antônio Carlos Martins Vieira foi preso nesta terça-feira (17) pela Operação Transbordo da Polícia Federal.

O ex-piloto de Fórmula Truck Antônio Carlos Martins Vieira é um dos presos pela Polícia Federal nesta terça-feira (17) em São Paulo, durante a Operação Transbordo.

Apontado como um dos coordenadores de um esquema de roubo de cargas e caminhões, ele foi preso preventivamente na casa dele, no bairro do Tatuapé, Zona Leste da capital paulista.

Antônio Carlos está sob custódia da PF em SP. O G1 procura o contato do advogado dele.

A Operação Transbordo aconteceu em seis estados e apreendeu armas, veículos e dinheiro e cumpriu 66 mandados de prisão e 107 de busca e apreensão, além de 3 de interdição de empresas. O total apreendido não foi divulgado. Trinta e uma pessoas foram presas.

A operação ocorre em Maceió, São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Ceará e Pernambuco. Segundo a PF, 4 pessoas foram presas em Alagoas. Em São Paulo, treze pessoas foram presas e armas, veículos e dinheiro foram apreendidos.

A maioria dos mandados foi cumprida em São Paulo, onde 13 pessoas foram presas. As outras prisões aconteceram na Bahia (12), em Alagoas (4) e no Rio de Janeiro (2). Ao todo, os mandados foram expedidos para:

São Paulo – 48 de busca e apreensão e 25 de prisão;
Bahia – 37 de busca e apreensão e 25 de prisão;
Alagoas – 18 de busca e apreensão e 12 de prisão;
Rio de Janeiro – 2 de busca e apreensão e 2 de prisão;
Pernambuco – 1 de busca e apreensão e 1 de prisão;
Ceará – 1 de busca e apreensão e 1 de prisão.

Segundo a PF, as empresas que tiveram mandados de interdição expedidos estão envolvidas em receptação de mercadorias roubadas, na cidade de São Miguel dos Campos, Litoral Sul de Alagoas.

Tem que compartilhar! Use o whatsapp também!

BRASIL: Deputados condenados integrarão comissão de plantão do Congresso durante recesso parlamentar

Tem que compartilhar! Use o whatsapp também!

Celso Jacob e João Rodrigues chegaram a ficar presos após condenações, mas foram autorizados a exercer mandato. Conselho de Ética arquivou processos que poderiam levá-los à cassação.

Comissão Representativa do Congresso, que responde pelo Poder Legislativo durante o recesso parlamentar nas questões urgentes no período (entre esta quarta e dia 31), terá entre os integrantes os deputados João Rodrigues (PSD-SC) e Celso Jacob (MDB-RJ).

Começa recesso parlamentar de julho; semestre será de Congresso esvaziado devido à campanha eleitoral

Condenados pela Justiça, eles chegaram a ser presos, mas atualmente estão autorizados a exercer o mandato parlamentar na Câmara em razão de decisões judiciais – leia detalhes mais abaixo.

Na semana passada, o Conselho de Ética da Câmara arquivou os dois processos que poderiam levar à cassação dos mandatos de Jacob e Rodrigues.

Comissão do Congresso

A comissão representativa responde pelo Congresso Nacional em eventuais questões urgentes que surgirem no período.

O grupo é formado por sete senadores e 16 deputados, eleitos na última sessão de votações do semestre.

Cabe à comissão fiscalizar atos do Poder Executivo, zelar pelas prerrogativas do Poder Legislativo, convocar ministros de Estado e exercer atividades urgentes que não possam aguardar a retomada dos trabalhos do Congresso.

João Rodrigues

João Rodrigues voltou a trabalhar na Câmara em 11 de junho, depois que o ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, autorizou o deputado a exercer atividades durante o dia.

O parlamentar foi condenado pelo Tribunal Federal da 4ª Região (TRF-4) por fraude e dispensa irregular de licitação quando era prefeito de Pinhalzinho (SC) – a pena é de 5 anos e 3 meses de prisão.

O STF determinou o cumprimento imediato da pena e o deputado chegou a ser preso em fevereiro. Hoje, ele passa o dia na Câmara e, à noite, retorna para a cadeia.

O G1 buscou contato com João Rodrigues, mas no horário em que a assessoria foi procurada, o deputado já havia retornado para o local onde cumpre pena. A assessoria informou que só conseguirá contato com ele nesta quarta.

Tem que compartilhar! Use o whatsapp também!

CONSELHO DE MEDICINA NÃO SABIA DE NADA??? ‘Dr. Bumbum’ usava botox para ‘terapia neural’…

Tem que compartilhar! Use o whatsapp também!

Cliente denunciou ‘Doutor Bumbum’ por procedimento de ‘cura neural’

Médico tentou receber R$ 50 mil por dívida, mas ação foi considerada improcedente

BRASÍLIA – O médico Denis Cesar Barros Furtado, conhecido por “Doutor Bumbum”, acusado de provocar a morte de uma bancária após realizar um procedimento estético dentro de um apartamento na Barra da Tijuca, no Rio, foi denunciado no Conselho Regional de Medicina (CRM) pelo procedimento denominado de “cura neural” , segundo consta em um processo no Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT). Em uma ação contra clientes, ele pediu o pagamento de dívida e indenização por danos morais no valor e R$ 50 mil. No entanto, o pedido foi considerado improcedente.

Doutor Bumbum já despertava desconfiança em pacientes antes de morte de bancária

Na decisão de maio do ano passado, o juiz substituto da 1ª Vara Civil do Distrito Federal José Rodrigues Chaveiro Filho relata que a cliente recebeu informação do CRM que os procedimentos realizados “não eram de reconhecidos pelo Conselho”. Justificou que o médico se negou a emitir a nota fiscal pelo serviço e ainda informou dados de conta bancária de terceira pessoa para a realização do depósito. A defesa do “Doutor Bumbum” alegou que foi ” aplicada toxina botulínica como terapia psicossomática”.

Em sua página na internet, o “Doutor Bumbum” destaca a prática da “medicina do futuro”. “Passei um tempo evoluindo meus conhecimentos em cursos no exterior, e dentre as muitas técnicas e terapias que conheci e estudei, a Terapia neural”, relata.

No processo, há cópia de mensagens de Whatsapp com publicidade em relação ao procedimento com o nome da clínica em que o médico trabalha e inclusive com mensagens enviadas por ele. Segundo o juiz, ‘não há nos autos sequer cópia de prontuário médico” e caberia a Denis Furtado demostrar que “o tratamento ministrado tem respaldo na literatura médica”.

O “Dr Bumbum” foi condenado a pagar as custas processuais e os honorários dos advogados. A defesa do médico entrou com recurso, mas foi negado.

‘Doutor Bumbum’ tinha passagem na polícia por homicídio, diz delegada

Em outro caso, o médico também recorreu à Justiça para recuperar bens e valores apreendidos em uma operação policial realizada em 2017 em uma clínica apontada como clandestina no Lago Sul, área nobre de Brasília. Na ocasião foram recolhidos cheques, material hospitalar e armas. O Ministério Público se manifestou pelo deferimento do pedido por entender que os bens apreendidos não interessam ao processo.

Denis Furtado tem registro no CRM-DF, mas o órgão informou que os processos são sigilosos. Em nota, o conselho disse que ele não possui especialidade registrada no órgão e que responde a um processo ético profissional.

“Em março de 2016, o médico foi alvo de uma interdição cautelar para o exercício da profissão, a qual foi suspensa três meses depois pela Justiça”, diz o texto.

Procurada pelo GLOBO, a advogada Naiara Baldanza disse que não vai comentar sobre os processos. Por meio de nota, ela afirma que “muitas das informações que estão circulando na internet e redes sociais acerca do médico são inverídicas”. Questionada sobre a localização do médico que está foragido, a advogada disse que não daria mais informações.

Tem que compartilhar! Use o whatsapp também!

Petição para que Toffoli não seja presidente do STF passa a marca de 235 mil apoios na primeira semana

Tem que compartilhar! Use o whatsapp também!

Um abaixo-assinado para que o ministro Dias Toffoli não assuma a presidência do Supremo Tribunal Federal recebeu 200 mil assinaturas antes de completar uma semana.

A petição foi divulgada pelo jurista Modesto Carvalhosa, que lançou uma campanha nacional nesse sentido.

Na mesma data, um novo pedido de impeachment do ministro foi protocolado no Senado.

A petição pode ser acessada neste link.

Veja:

 

Tem que compartilhar! Use o whatsapp também!

Uma tragédia está acontecendo no Brasil – Alexandre Garcia resume porque as pessoas estão fugindo do País

Tem que compartilhar! Use o whatsapp também!

Milhões de brasileiros estão unidos por um pensamento.

Deixar o país.

Sair para viver e trabalhar, principalmente nos Estados Unidos e Portugal. É resultado de uma pesquisa do Datafolha, divulgada há poucos dias.

A maior parte, jovens entre 16 e 24 anos. Nessa faixa etária, 60% dos jovens pesquisados gostariam de ir embora. Entre 25 e 34 anos, metade dos brasileiros ouvidos gostariam de abandonar o país. Entre 35 e 44 anos, 44% sonham em deixar o Brasil. De 45 a 59 anos, um em cada três pesquisados pensam em ir embora.

Entre os acima de 60 anos, um em cada quatro. Como se nota, na medida em que a idade avança, em que as pessoas têm mais compromissos familiares, empresariais, laborais – raízes, enfim – o percentual diminui. Mas entre os jovens que buscam oportunidades, seis em cada dez gostariam de ir embora.

As razões dessa idéia de tanta gente são muitas. Jovens que já estudaram no exterior e experimentaram mais segurança, mais valorização ao conhecimento e a ciência, mais oportunidades de melhores salários, voltam e ficam chocados.

Brasileiros que passaram a viajar mais para o exterior, ficaram conhecendo ambiente mais organizado, mais seguro, mais previsível. Os de mais idade fazem planos para uma aposentadoria longe de assaltos, balas perdidas, trânsito caótico; em lugares onde possam passear, sair à noite, ir a restaurantes e a espetáculos com mais frequência.

Todos dizem que fora do Brasil e vida é mais barata e, óbvio, mais segura.

As gerações mais jovens são o maior patrimônio de uma nação; elas são a garantia de sobrevivência, de continuidade, de futuro. Por isso, uma país como Portugal, nossa matriz, abre as portas para jovens com conhecimento. Com 11 milhões de habitantes e natalidade baixa, Portugal incentiva a vinda de jovens bem formados, que vão ser cidadãos úteis e produtivos para o país.

Nossa pátria-mãe tem noção de algo que o Brasil parece ter perdido. Interessante que haja milhares de brasileiros ilegais nos Estados Unidos – calculam em mais de 100 mil – que fugiram do país cheio de leis trabalhistas para buscarem emprego no país que não tem leis trabalhistas.

O que está havendo conosco? Que desânimo é esse? O que perdemos ou o que nos tiraram? Já que estamos em clima de Copa do Mundo, lembro do tricampeonato no México, em 1970.

Eu tinha quase 30 anos e testemunhei o entusiasmo do “Pra Frente Brasil”, do “80 Milhões em Ação”, que ajudou a fazer o Milagre Econômico: o país cresceu, por três anos consecutivos, à média de 11,2% ao ano – um crescimento chinês. Não havia desemprego. Atividade econômica plena.

Por puro entusiasmo, que mandava os que pegaram em armas para implantar aqui uma ditadura socialista(como conta um deles, Fernando Gabeira), irem embora: “Brasil, ame-o ou deixe-o” dizia o plástico nos vidros de grande parte dos automóveis.

Pois agora querem deixar o país aqueles que o amam. Uma tragédia.

Alexandre Garcia

Texto extraído do Facebook Oficial de Alexandre Garcia

Tem que compartilhar! Use o whatsapp também!

MATOU E JOGOU NA PORTA DO HOSPITAL: Foragido, médico conhecido como Dr. Bumbum tem passagem pela polícia por homicídio, porte de arma e ameaça

Tem que compartilhar! Use o whatsapp também!

Foragido, médico conhecido como Dr. Bumbum tem passagem pela polícia por homicídio, porte de arma e ameaça

Médico que fez cirurgia estética em paciente em cobertura na Barra da Tijuca tem 650 mil seguidores no Instagram. Ele e a mãe são considerados foragidos. Dr. Bumbum é reu em mais de dez processos na Justiça. Bancária morreu na noite de domingo (15).

O médico Denis Cesar Barros Furtado, que realizou procedimento estético na cobertura de um apartamento na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio, que resultou na morte de uma paciente, tem anotações criminais antigas por homicídio, porte ilegal de arma e ameaça; na Justiça, é reu em mais de dez ações.

Ele e a mãe, também médica, estão foragidos. A namorada de Denis, Renata Fernandes, que trabalhava como secretária da clínica, está presa.

Segundo a delegada Adriana Belém, da 16ª DP (Barra da Tijuca), quatro pessoas participaram do procedimento que levou à morte de Lilian Calixto.

  1. Denis Furtado, o Dr. Bumbum: ele não poderia trabalhar no Rio, porque só tem registro ativo nos conselhos regionais de Goiás e Distrito Federal
  2. Maria de Fátima Barros, médica: a mãe de Denis também não podia atuar no Rio; seu registro foi cassado.
  3. Renata Fernandes, a namorada: começou a cursar Técnica de Enfermagem, mas abandonou os estudos.
  4. Rosilane Pereira da Silva, empregada: segundo a polícia, emprestava o nome para a abertura da clínica, que na verdade é um salão de beleza.

Todos os quatro foram indiciados por homicídio doloso qualificado e associação criminosa.

A Justiça entendeu que não era necessária a prisão de Rosilane, mas todos serão indiciados. “A mãe e o filho estão com prisão temporária pedida”, disse a delegada.

Na delegacia, Renata negou qualquer participação na cirurgia e afirmou que sua função era administrativa e que trabalhava como secretária. Segundo ela, o médico sempre disse que o procedimento era ambulatorial e que não era necessário usar sala cirúrgica.

Dez processos na Justiça

O médico é réu em mais de 10 processos no Tribunal de Justiça do Rio. Num deles, junto com a mãe, por conta da venda de um apartamento. O comprador alega que pagou R$ 100 mil, além de ter pago dívidas de condomínio e IPTU, mas o imóvel teria sido invadido por Maria de Fátima, que teria se recusado a assinar a escritura.

Ela alega que não invadiu o apartamento porque não sabia que tinha sido vendido e que a venda foi feita por uma intermediária que não tinha procuração para a negociação.

Na polícia, constam as seguintes passagens:

  • Homicídio (1997)
  • Porte de arma (2003)
  • Crime contra a ordem pública (2003)
  • Resistência a prisão (2006 e 2007)
  • Exercício arbitrário da própria razão (2007) – quando a pessoa excede no direito de reagir em legítima defesa
  • Violação de domicílio (2007)

Como foi o procedimento

Denis Cesar Barros Furtado, o Dr. Bumbum (Foto: Reprodução/Instagram) Denis Cesar Barros Furtado, o Dr. Bumbum (Foto: Reprodução/Instagram)

Denis Cesar Barros Furtado, o Dr. Bumbum (Foto: Reprodução/Instagram)

Parentes contaram que Lilian saiu de Cuiabá, em Mato Grosso, onde morava, para fazer um procedimento estético nos glúteos. Ela passou por complicações e foi socorrida ao Hospital Barra D’Or em estado extremamente grave, segundo a unidade de saúde, e acabou morrendo na madrugada de domingo (15).

A delegada conta que Lilian foi para a casa de Denis de táxi, no sábado à tarde, e pediu que o motorista a esperasse. Durante todo o tempo ela ligava pra o taxista para informar que estava tudo bem, mas que o procedimento estava atrasado.

Por volta das 22h, o taxista, preocupado, ligou para Lilian. O médico então desceu, deu R$ 300 ao motorista e o dispensou, dizendo que Lilian ia demorar porque era um jantar.

Médico fugiu de cerco e destruiu cancela

“O taxista ficou desconfiado e viu quando o médico saiu de carro levando a paciente para o Barra D’Or. E ligou para uma amiga da Lilian, que tinha feito o procedimento tempos atrás e indicado o médico”, contou a delegada.

Adriana Belém falou que Lilian chegou acompanhada de Denis e Renata no hospital. Ele se apresentou como médico, mas não informou nada sobre o procedimento estético. Quando a paciente morreu, ele e a namorada foram embora. “A diretoria do hospital contou que Lilian, que ainda estava lúcida, descreveu o que havia acontecido”, disse a delegada, que foi informada da morte pelo hospital.

“Conseguimos achar esse taxista, que acabou nos levando à suposta clínica, que é um salão de beleza. Depois que a paciente morreu, Renata ligou para o taxista para entregar os pertences de Lilian a ele. Eles marcaram no Downtown, onde fica o salão. Fomos atrás e prendemos a Renata. O Denis fugiu arrebentando cancela e tudo. A PM encontrou depois o carro dele abandonado”, narra.

“Quando a vítima contratou esse serviço, ela pensou que seria feito num consultório. Como já levantamos, ele faria isso com outra cliente, que acabou desistindo”, disse a delegada Adriana Belém.

Material apreendido pela polícia neste domingo (15) (Foto: Divulgação) Material apreendido pela polícia neste domingo (15) (Foto: Divulgação)

Material apreendido pela polícia neste domingo (15) (Foto: Divulgação)

Médico tem 645 mil seguidores em rede social

Denis Furtado é popular nas redes sociais, onde ele mesmo se fez conhecer pelo apelido de Dr. Bumbum. Apenas no Instagram, ele conta com mais de 645 mil seguidores. Lá, ele dá dicas de saúde e exibe os resultados de antes e depois dos procedimentos estéticos que realiza. Estas são as mais populares e chegam a contar com dez mil curtidas.

Médico tem 645 mil seguidores no Instagram (Foto: Reprodução / Rede social) Médico tem 645 mil seguidores no Instagram (Foto: Reprodução / Rede social)

Médico tem 645 mil seguidores no Instagram (Foto: Reprodução / Rede social)

Em um post do dia 14 de junho, ele oferece o procedimento de bioplastia peniana, onde seria possível aumentar o tamanho e espessura do órgão sexual masculino.

No YouTube, onde possui um canal, é bem menos popular. Lá ele conta com apenas 1,4 mil seguidores. Lá, o último vídeo é uma transmissão ao vivo no dia 31 de março do ano passado chamada “Tireoide e seus mistérios”.

Os serviços do médico também são anunciados no Facebook, em uma página com mais de sete mil curtidas. Assim como no Instagram, o foco também é nas fotos de antes e depois de suas pacientes.

Em seu site, Denis Furtado afirma oferecer uma visão “holística” de seus pacientes, focando em um tratamento completo que se refletiria na melhoria da aparência. Lá, ele afirma atender no Rio de Janeiro, em São Paulo, em Brasília e em Manaus.

Informações sobre o paradeiro de Denis e da mãe dele podem ser repassadas de forma anônima pelo Whatsapp ou Telegram do Portal dos Procurados, no telefone (21) 98849-6099; pela Central de Atendimento, no (21) 2253-1177; através do Facebook; e pelo aplicativo Disque Denúncia RJ.

Tem que compartilhar! Use o whatsapp também!

Bolsonaro afirma que “limpará” todos os ministérios e acabará com a corrupção, adversários se preocupam

Tem que compartilhar! Use o whatsapp também!

Em frente ao Congresso Nacional um boneco inflável gigante vestindo terno com gravata e fazendo sinal de continência estava instalado.

Dentro de um dos plenários da Câmara, quase 200 pessoas se amontoam para assistir a um anúncio do personagem que inspirou aquele boneco. O protagonista da noite era o deputado federal de extrema direita Jair Messias Bolsonaro, que anunciava o seu desligamento do PSC, a sua filiação ao PSL e dava o pontapé inicial em sua plataforma eleitoral rumo à Presidência da República.

Discursou para uma plateia de convertidos, que ora o chamavam de presidente, ora o chamavam de mito. Defendeu o armamento da população. Pediu ajuda para eleger a “bancada da metralhadora”. Reconheceu que não entende de economia.

Disse não ser homofóbico ou racista. Garantiu que jamais se sentará em qualquer mesa de negociação com partidos de esquerda, como PT, PSOL e PCdoB. E repetiu alguns de seus pensamentos que tanto ecoam nas redes sociais e garantiram a ele a segunda colocação nas pesquisas até o momento.

Em um discurso de 34 minutos, Bolsonaro afirmou que reduzirá de 29 para 15 o número de ministérios no Brasil. Disse que irá anunciar seus ministros (civis e militares) no início da campanha eleitoral e que não aceitará as negociações do toma-lá-dá-cá, tão comum na política nacional.

Prometeu fazer uma limpeza generalizada nas empresas estatais, sendo que dois terços das 150 existentes seriam extintas (um terço na primeira semana de seu eventual governo) e as que restassem seriam quase todas privatizadas. Chamou trabalhadores sem-terra de terroristas e disse que “os marginais do sem-teto vão ter um candidato à presidência”. Uma referência ao líder do Movimento dos Trabalhadores Sem-teto, Guilherme Boulos, que lançou sua pré-candidatura na segunda-feira passada pelo PSOL.

Sua postura radical já é bastante conhecida no meio político. Agora oficializado como pré-candidato, as falas de Bolsonaro ganham mais peso, todavia. Quando promete ser um presidente firme contra a criminalidade e a corrupção ele diz: “Violência se combate com energia e, se for o caso, com mais violência”.

Na sua fala, ele defendeu que a população seja armada, para, entre outros, evitar a instalação de uma ditadura. Segurando a bandeira do Brasil disparou: “Só tem uma maneira dessa bandeira ficar vermelha, com o meu sangue”.Tentando se desvincular de uma pecha que parte de seus adversários tenta colar nele, Bolsonaro disse ser contra ditaduras.

“Nós militares sempre fomos amantes da liberdade e da democracia”. Dessa vez, ao contrário do que fez na votação do impeachment da então presidenta Dilma Rousseff (PT) não defendeu um torturador da ditadura militar brasileira, o general Carlos Alberto Brilhante Ustra, a quem ele definiu como o “pavor de Dilma Rousseff”.Militante ao lado de boneco inflvel de Bolsonaro
.
O ato de anúncio da filiação e pré-candidatura de Bolsonaro deixou bem claro como será sua campanha. Ele encontrou no PSL o “seu” partido. O atual presidente da sigla, o deputado Luciano Bivar, era um mero coadjuvante na cerimônia de quarta-feira.

O advogado eleitoral Gustavo Bebianno, ligado a Bolsonaro foi anunciado como o presidente e exercício. A comunicação do partido já está toda concentrada em assessores do deputado. E nem a saída de dois deputados federais da legenda foi sentida.

Afinal, Bolsonaro deve carregar consigo outros 20 parlamentares, sendo que sete já anunciaram sua filiação nesta quarta-feira.Apesar da onda favorável dentro do Congresso Nacional, o militar da reserva sabe que nem tudo são flores para sua campanha.

Seu desafio agora será o de reunir partidos de direita que se juntem a sua coligação e tragam consigo duas coisas que faltam para o PSL e são essenciais para qualquer disputa presidencial: dinheiro e tempo de propaganda.

A soma dos fundos partidário e eleitoral hoje disponível para o PSL é de 12,8 milhões de reais. As campanhas presidenciais de Dilma e Aécio Neves (PSDB), em 2014 quando a doação empresarial era permitida, gastaram 350 milhões de reais e 216 milhões de reais, respectivamente. Sozinho o PSL tem oito segundos de tempo de publicidade. Sua meta é multiplicar esse tempo por pelo menos quatro. Para isso, já iniciou conversas com o PRB, o PR e o PP.

O primeiro deles já sinalizou que a aliança é possível. O senador capixaba Magno Malta, uma das principais lideranças do PRB, o partido vinculado à Igreja Universal, esteve no ato de Bolsonaro e prometeu que fará campanha para ele. Quando estava prestes a discursar, Malta ouviu parte do auditório o chamar de vice, mas de pronto ele refutou essa possibilidade. Disse que é candidato à reeleição, mas que o futuro a Deus pertence.

A eventual união com o PRB significa mais 77,2 milhões de reais para campanhas, além de 27 segundos de propaganda. O cálculo da publicidade é feito conforme a bancada que cada partido elegeu em 2014. Por isso, nem mesmo esse crescimento vertiginoso do PSL pode ajudá-lo nesse desafio.

Tem que compartilhar! Use o whatsapp também!

Moro já pode condenar Lula pela segunda vez, a partir de hoje. Acabou a brincadeira de querer soltar o bandido todo dia…

Tem que compartilhar! Use o whatsapp também!

O ex-presidente Lula está perto de ser condenado pela segunda vez na primeira instância no caso do recebimento de vantagens indevidas da Odebrecht.

A partir desta sexta-feira, 13, com o fim do prazo para análise dos autos do processo, o juiz Sérgio Moro já está apto a proferir sua sentença sobre a ação penal em que o petista é acusado dos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e falsidade ideológica.

Condenado por Moro a 9 ano e seis meses de prisão no caso tríplex, Lula agora responde por acusações referentes a benefícios concedidos a Odebrecht, por meio da Petrobras,

tendo recebido em troca pagamentos feitos pela empreiteira para a aquisição de um apartamento em São Bernardo do Campo e de um terreno para a construção da sede do Instituto Lula.

Além de todas as provas que já tinha em seu poder desde o ano passado, o juiz Sérgio Moro tem agora a seu dispor os depoimentos de novas testemunhas, como Antonio Palocci e Glaucos Costmarque,

o laranja usado na transação de um terreno na Rua Haberbeck Brandão, em São Paulo, e de um apartamento em São Bernardo do Campo, no prédio onde vive Lula.

Moro possui ainda os laudos da perícia no sistema eletrônico, que segundo as investigações da Operação Lava Jato, era utilizado pelo Setor de Operações Estruturadas da Odebrecht para contabilizar pagamentos de propina.

O processo já está em fase final e após a etapa de diligências, o juiz abre prazo para a acusação e as defesas apresentarem as alegações finais. Na sequência, a ação volta às mãos de Moro que decide se absolve ou condena os réus.

Tem que compartilhar! Use o whatsapp também!