Aliados acham que Temer poderá ser preso assim que deixar o governo

Compartilhe essa notícia!

Assim como o PT coloca o ex-presidente Lula como vítima de perseguição política, o MDB se prepara para usar o mesmo expediente em relação ao presidente Michel Temer.

O ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, por exemplo, tem dito que há irresponsabilidades por parte de procuradores e juízes de primeira instância e que, diante disso, teme que o presidente possa ser preso a partir de janeiro, quando terminar o mandato.


De acordo com Correio Brasiliense Para um ministro dizer isso é sinal de que o receio, realmente, é grande.

A diferença entre a estratégia do PT e do MDB é que os petistas fazem reuniões, comícios, vão para a tribuna da Câmara e do Senado defender Lula.

Já os emedebistas não têm feito o menor esforço em defesa do presidente Temer.

E, num ano eleitoral, não ele encontra muitos aliados dispostos a fazê-lo.

online:

Participe dos debates no grupo!

Compartilhe essa notícia!