Arquivo da categoria: Pelo Mundo

MUNDO CÃO MOVIDO A CIFRÃO: Resgate dos meninos da Tailândia pode render ao menos dois filmes

Um dia depois de produtora cristã anunciar projeto, diretor sino-americano disse que vai rodar filme para evitar que Hollywood se aproprie da história

Pelo menos dois filmes já são planejados para levar aos cinemas a história do bem-sucedido resgate dos 12 adolescentes que ficaram presos com o treinador de futebol em uma profunda caverna na Tailândia.

Michael Scott, o CEO da produtora de filmes cristãos Pure Flix, publicou um vídeo na última terça-feira, no Facebook, anunciando seus planos para um filme sobre esta história.

“Estamos vendo realmente isso como um filme que poderia inspirar milhões de pessoas em todo o mundo”, disse Scott, perto da gruta na Tailândia, país onde possui uma residência, pouco depois da conclusão dos trabalhos de resgate.

“Não poderia estar mais emocionado. Esta história significou muito para mim”, completou em um vídeo, onde elogiou a coragem e o esforço internacional empregado para salvar as vidas das 13 pessoas presas na caverna.

Contatado pelo site especializado The Hollywood Reporter, Scott falou que sua intenção não é fazer um filme cristão, mas sim um longa inspirador. “A coragem e o heroísmo que presenciamos, são incrivelmente inspiradores. Portanto, sim, este é um filme para nós”, afirmou Scott, acrescentando que se reunirá em breve com possíveis roteiristas para um filme que, segundo suas estimativas, teria em orçamento dentre 30 e 60 milhões de dólares.
O segundo filme

Apenas um dia depois de conhecer as intenções de Scott e da Pure Flix, Jon M. Chu, diretor americano de origem chinesa, afirmou na quarta-feira, através do Twitter, que ele também quer levar ao cinema o resgate na Tailândia para evitar que Hollywood se aproprie desta história.

“Eu me recuso a deixar Hollywood ‘branquear’ a história do resgate na caverna de Tailândia!”, disse Chu utilizando o termo whitewashing, que na indústria audiovisual se refere à criticada prática onde atores ocidentais interpretam personagens que não são brancos.

O diretor de G.I. Joe: Retaliação (2013) e Truque de Mestre: O 2º Ato (2016) estreará em meados de agosto Podres de Ricos, uma comédia romântica da Warner Bros, apresentando um elenco composto por atores de origem asiática.

“A lição maior que aprendi fazendo Podres de Ricos é que devemos contar nossas histórias, especialmente as mais importantes, para que a história não as confunda, é importante demais deixar os outros ditarem quem são os verdadeiros heróis”, completou o cineasta.

Estudante é mordida por tubarão enquanto posa para foto nas Bahamas

Uma estudante de 19 anos teve a sorte de não perder a mão após ser mordida por um tubarão da espécie enfermeiro, enquanto fazia fotos boiando rodeada de vários predadores da mesma espécie nas ilhas Exuma, nas Bahamas.

A americana Katarina Zarutskie estava viajando com a família do namorado pelo Caribe no último mês e, após um almoço na região de Staniel Cay, viu um grupo de pessoas fazendo mergulho com snorkel e interagindo com o grupo de tubarões que estava na água.

Apesar dos alertas da família do namorado, Katarina fez questão de entrar na água para tirar algumas fotos com os tubarões. A estudante contou que após alguns minutos posando, um morador da região a encorajou a deitar e boiar na água em meio aos tubarões.

Nesse momento ela foi puxada para baixo. O pai do namorado da jovem era o responsável pelos cliques e registrou tudo acidentalmente. As fotos do incidente viralizaram após Katarina compartilhá-las no Instagram nesta segunda-feira.

Modelo afunda após ser mordida por tubarão
Modelo afunda após ser mordida por tubarão Foto: Reprodução

“Do meu conhecimento anterior de surfe e mergulho, sei que os tubarões enfermeiros são normalmente muito seguros. Já vi inúmeras fotos de pessoas com eles no Instagram. As pessoas começaram a tirar fotos e assim que eu deitei para boiar, após alguns segundos fui puxada para baixo”, contou Katarina em entrevista à “BBC”.

A série de fotos feitas pelo sogro de Katarina mostram o tubarão agarrando o pulso da estudante, ela caída na água e depois em pé, segurando o pulso para fora com a outra mão para conter o ferimento e evitar que o sangue caísse no mar.

Estudante segura ferimento com a mão em meio a tubarões
Estudante segura ferimento com a mão em meio a tubarões Foto: Reprodução

“Nesse momento, o corpo tem tanta adrenalina circulando que você só tem que sair da situação, mas eu fiquei extremamente calma. Acho que se tivesse gritado ou me debatido a situação teria sido bem pior”, avaliou.

Segundo a BBC, Katarina teve que levar pontos no local da ferida e tomar antibióticos. Alguns fragmentos de dentes do tubarão ficaram no ferimento e a estudante vai ficar com uma cicatriz.

Cicatriz no pulso da modelo após mordida de tubarão

EMOCIONANTE: Vídeo mostra a espetacular manobra para retirada dos meninos de caverna em macas “adormecidos”

Imagens mostram momento em que meninos são retirados de caverna na Tailândia

Socorrista disse que alguns dos meninos foram resgatados em macas “adormecidos”. Todos se recuperam em hospital sem problemas graves de saúde.

Imagens divulgadas nesta quarta-feira (11) mostram o momento em que membros do “Javalis Selvages”, o time de futebol que ficou preso mais de duas semanas na caverna Tham Luang, no norte da Tailândia, são retirados do local.

Um socorrista que participou da operação de resgate disse nesta quarta à agência France Presse que alguns dos meninos foram resgatados em macas “adormecidos”.

“Alguns deles estavam adormecidos, outros moviam os dedos (como se estivessem) ‘grogues’. Mas respiravam”, explicou o comandante Chaiyananta Peeranarong, ex-membro dos SEALs da Marinha da Tailândia e que foi o último socorrista a deixar a caverna após o resgate do grupo.

Os 12 meninos, entre 11 e 16 anos, e seu treinador de 25 anos entraram na caverna no dia 23 de junho. Com as fortes chuvas, a caverna inundou e o grupo ficou preso por nove dias sem comer até ser encontrado por dois mergulhadores britânicos.

A operação de resgate mobilizou mais de 1.000 pessoas e envolveu ensinar os garotos a mergulhar por passagem estreitas e submersas.

Mergulhadores estrangeiros e oficiais tailandeses retiraram os meninos em três grupos. Os primeiros quatro meninos chegaram ao hospital domingo (8). O restante do time foi dividido em dois grupos: um retirado na segunda (9) e o último, na terça (10).

FIM DO PESADELO: Todos os 12 meninos e treinador são resgatados de caverna na Tailândia

Grupo estava preso no local desde o dia 23 de junho quando foram surpreendidos por uma chuva que inundou os túneis

Todas as 13 pessoas que estavam na caverna Tham Luang, no norte da Tailândia, foram retiradas com apoio de dezenas de mergulhadores. Os últimos quatro meninos e o técnico do time de futebol saíram do local nesta terça-feira (10), o terceiro dia de resgate e o mais desafiador, porque chovia e havia mais pessoas a serem resgatadas.

“Não temos certeza se isso é um milagre, uma ciência ou o que é. Todos os 13 Javalis [nome do time de futebol] agora estão fora da caverna”, comemorou a Marinha tailandesa em post no Facebook.

Entenda o caso

– 12 meninos, entre 11 e 16 anos, e o técnico entraram na caverna no dia 23 de junho, para se proteger do mau tempo. A chuva ficou intensa e a água subiu muito rápido. Eles ficaram isolados e sem comida por 9 dias. Foram encontrados no dia 2 de julho, debilitados e com muita fome, a 4 km da entrada da caverna.

– Resgate durou 3 dias: começou no domingo (8) e terminou na terça (10). Cada menino foi conduzido por 2 mergulhadores e usou máscara facial de oxigênio.

– 4 garotos foram retirados por dia e, no último dia de resgate, o técnico também foi tirado da caverna.

– O percurso do ponto onde estavam até a entrada da caverna dura 6 horas. Eles estavam em um trecho que tem entre 800 m e 1 km de profundidade. Vários trechos são muito estreitos, com água turva e baixa visibilidade.

– 90 mergulhadores participaram do resgate: 50 estrangeiros e 40 tailandeses. Ao todo, mais de 1 mil pessoas fizeram parte dos trabalhos.

– Resgatados foram levados de helicóptero para hospital, onde vão ficar em quarentena e observação.
Voluntários comemoram retirada de meninos e do técnico na caverna Tham Luang, no norte da Tailândia, nesta terça-feira (10) (Foto: Reuters) Voluntários comemoram retirada de meninos e do técnico na caverna Tham Luang, no norte da Tailândia, nesta terça-feira (10) (Foto: Reuters)

Voluntários comemoram retirada de meninos e do técnico na caverna Tham Luang, no norte da Tailândia, nesta terça-feira (10) (Foto: Reuters)

A dramática situação dos meninos presos na caverna causou comoção internacional. Doze garotos entre 11 e 16 anos e seu técnico de futebol entraram no local há 17 dias e só puderam sair depois de uma operação de resgate que envolveu mil profissionais vindos de várias partes do mundo.

A missão era muito difícil: os estreitos, lamacentos e inundados caminhos eram um desafio até mesmo para mergulhadores experientes, que levavam cerca de seis horas para percorrer 4 km até onde estava o grupo. Um deles morreu após levar suprimentos aos meninos, que estavam presos uma encosta cercada de água.

As equipes de resgate chegaram a considerar tirá-los pela superfície da montanha, mas não encontraram cavidades na parte superior da caverna. A profundidade do ponto em que estavam era grande demais – entre 800 m e 1 km- e ainda havia risco de desmoronamento caso o solo fosse perfurado.

Para facilitar o resgate, bombas drenavam a água initerruptamente, mas os esforços tinham pouco resultado. Apesar dos milhões de litros de água bombeados para fora da caverna, o nível da água recuava lentamente.

O governo tailandês também considerou esperar meses até que nível da água baixasse, já que a saída pela água seria muito arriscada – alguns dos meninos não sabiam nadar e nenhum deles sabia técnicas de mergulho.

Mas, durante o fim de semana, a chuva deu uma trégua e a operação de resgate foi colocada em prática. A queda no nível de oxigênio na cavidade subterrânea e a elevação do dióxido de carbono também pressionaram as equipes a abreviar o resgate.

O entorno da caverna começou a ser esvaziado ainda no fim da noite de sábado (7). Os mais de 1 mil jornalistas que acompanham o resgate tiveram que se afastar da região. Nesta terça, um jornalista estrangeiro foi detido pela polícia por colocar um drone para sobrevoar a entrada da caverna.

Tudo foi feito para preservar os meninos, seu treinador e suas famílias. Conforme as vítimas eram salvas, os nomes não eram divulgados nem para os parentes. Questões culturais, relacionadas ao respeito, explicam essa decisão.

Algum tempo depois que os últimos meninos e o treinador voltarem à superfície, o médico e os fuzileiros navais que entraram na caverna para auxiliar nos resgates também saíram.

Rachapol Ngamgrabuan, governador da província Chiang Rai e coordenador do esforço de resgate, não escondeu a emoção com o sucesso da operação.

“Este é um evento importante na minha vida. É algo de que me lembrarei. Houve momentos em que chorei. [Estou] Feliz. Muito feliz em ver o amor de todos os tailandeses”, confessou.

Voluntários e tailandeses comemoraram o anúncio do bem-sucedido resgate com palmas e buzinaço. Além da Marinha, líderes internacionais, como o presidente Donald Trump e a premiê Theresa May, comemoraram o sucesso da ação.

RESGATE NA CAVERNA AO VIVO: crianças têm até quatro dias para o resgate na caverna ou morrerão afogadas

ENTRE NA NOSSA CORRENTE DE FÉ, COMPARTILHE COM TODAS AS SUAS REDES SOCIAIS. A FÉ REMOVE MONTANHAS E ELES VÃO SE SALVAR, AMÉM!

Compartilhe com todos os seus contatos, vamos nos unir em oração

Senhor, Vós que amais infinitamente todos os vossos filhos, especialmente as crianças, e que nos dissestes que só entrará no céu quem a elas se assemelhar, pedimo-vos com fé e carinho: protegei todas as pessoas envolvidas no resgate dos meninos presos na caverna da Tailândia.

Por intercessão de Santa Bárbara, padroeira contra as chuvas fortes, pedimo-vos especialmente esta graça: se for da vossa vontade, que não chova mais na região daquela caverna na Tailândia, para que os trabalhos de resgate sejam feitos o mais rápido possível, e que não haja mais perda de vidas humanas.

Por intercessão de Maria Santíssima, nossa Mãe, confortai as famílias que aguardam aflitas pelos seus filhos!

Concedei sabedoria e discernimento a todos os profissionais envolvidos no resgate, especialmente os mergulhadores!

Dai paz e força aos meninos e ao técnico, que ainda se encontram presos dentro da caverna!

– Senhor, nós confiamos em Vós! (3 vezes)

Rezar três vezes:

Santa Bárbara bendita,

que nos Céus estais escrita,

com pena e água benta,

livrai-nos desta tormenta.

– Pai-Nosso, Ave-Maria, Glória

ÚLTIMAS INFORMAÇÕES

ASSISTA AO VIVO:

Tailândia já retirou 4 meninos de caverna; SIGA o resgate delicado

Expectativa de tragédia se deu em função da previsão de chuvas mais intensas nos próximos dias

BANGCOC – Uma forte chuva atingiu o Norte da Tailândia neste sábado, piorando as condições no complexo de cavernas onde as equipes de resgate travam uma “guerra contra água e tempo” para salvar 12 garotos presos e seu técnico de futebol, com um resgate possível dentro de dias. As autoridades tailandesas acreditam ter de três a quatro dias para libertar o grupo. A estratégia é manter o foco na redução dos perigos da operação de resgate, mas a volta das chuvas pode forçar ou atrasar o início do processo.

As autoridades se mantêm alertas sobretudo ao ar, cada vez mais tóxico dentro da câmara em que os meninos estão, em uma das poucas áreas não alagadas do complexo de cavernas. O governador da província de Chiang Rai, Narongsak Osatanakorn, disse neste sábado que a operação para drenar a água ao longo do caminho de quatro quilômetros até onde os meninos estão abrigados há duas semanas foi “muito bem-sucedida” e resistiu às chuvas.

— Hoje choveu, mas o nível da água ainda está em uma altura satisfatória — disse ele.

Mas, como observou Osatanakorn, a previsão é de que as chuvas se intensifiquem nos próximos dias e se tornem torrenciais no início da próxima semana, dando aos socorristas apenas alguns dias para extrair os meninos e seu treinador de 25 anos.

— Os próximos três a quatro dias serão o momento mais favorável para a missão de resgate usando um dos planos de ação — disse Osatanakorn em uma entrevista coletiva no local da caverna. — Se esperarmos muito tempo, não sabemos que nível a água da chuva vai atingir.

Segundo ele, as fortes chuvas da semana passada tiveram o efeito de um “tsunami” dentro da estreita e irregular rede de cavernas onde os meninos ficaram presos em 23 de junho.

Dois fatores determinarão quando um operação de resgate será montada. O primeiro é a qualidade do ar dentro da câmara onde estão os meninos. E Osatanakorn disse, na sexta-feira, que os níveis de oxigênio no local caíram para 15% — abaixo dos níveis habituais no local, de 21%.

— Se o nível de oxigênio cair abaixo de 12%, isso afetará o cérebro das pessoas dentro da caverna — disse ele. — Eles poderiam entrar em estado de choque.

O segundo fator é a crescente concentração de dióxido de carbono, exalada pelas centenas de trabalhadores de resgate dentro da caverna.

— Não importa quanto oxigênio tenhamos, não podemos sobreviver [com muito dióxido de carbono] porque nosso sangue será intoxicado — comentou Osatanakorn.

TRAJETO DE 11 HORAS

A célula de crise precisa garantir ação rápida. Segundo o governo, os mergulhadores podem levar até 11 horas para resgatar cada adolescente: seis horas para chegar até eles, e mais cinco para voltar — o trajeto de saída tem a corrente a favor.

De acordo com Poonsak Woongsatngiem, funcionário sênior de resgate do Ministério do Interior, o volume de água na caverna já foi reduzido em 40% — numa média de 1,5 centímetros por hora. A intenção é bombear e drenar o suficiente para que as crianças não precisem mergulhar — ou que mergulhem por pouco tempo e com menos risco. No atual estágio, 1,5km do trajeto seria a pé, em terreno seco, e os 2,5km restantes seriam feitos a nado ou em mergulhos mais rasos.

Mas um boletim médico dos adolescentes, obtido pela CNN, mostrou que dois dos garotos e o treinador, de 25 anos, sofrem de exaustão e desnutrição, por causa dos nove dias isolados antes de serem encontrados. Três deles têm problemas intestinais, segundo um mergulhador.

— Se você pede a um garoto de 11 anos que faça um mergulho em que um ex-mergulhador da Marinha especializado teria dificuldades, algumas crianças vão morrer — advertiu, à CNN, o ex-membro de elite da Marinha americana Cade Courtley.

Os receios sobre o resgate fazem a força-tarefa ampliar a busca por canais de ventilação que liguem o topa da montanha à rede de cavernas que fica 800 metros abaixo, de modo a abrir um buraco por onde o time possa ser resgatatado sem precisar mergulhar. Como os meninos respiram normalmente após duas semanas no ambiente, onde o ar é rarefeito, autoridades acreditam ser “muito provável” que haja canais da ventilação ligando a caverna onde estão ao exterior.

RESGATE IMPOSSÍVEL: Mergulhador morre sem oxigênio em caverna na Tailândia onde meninos estão presos

Saman Kunan, de 38 anos, era ex-integrante do grupo de elite da Marinha, e morreu enquanto retornava de uma expedição que levou provisões aos meninos

Saman Kunan, ex-integrante da Marinha tailandesa, morreu enquanto participava de operação de resgate de meninos na caverna Tham Luang (Foto: Reprodução/Facebook/Saman Kunan)

Saman Kunan, ex-integrante da Marinha tailandesa, morreu enquanto participava de operação de resgate de meninos na caverna Tham Luang (Foto: Reprodução/Facebook/Saman Kunan)

Um ex-mergulhador da Marinha tailandesa que participava dos esforços de resgate dos meninos que estão em uma caverna inundada na Tailândia morreu nesta quinta-feira (5).

Morre um mergulhador envolvido na operação de resgate do time de futebol na Tailândia

Morre um mergulhador envolvido na operação de resgate do time de futebol na Tailândia

Saman Kunan, de 38 anos, levou suprimentos para o grupo de 13 pessoas, mas ficou sem oxigênio quando retornava para a entrada da caverna Tham Luang. O ex-integrante do grupo de elite da Marinha tinha se voluntariado a participar da operação de resgate.

Foto distribuída pelo Centro de Operações de Resgate mostra socorristas na caverna na Tailândia onde 12 meninos e um adulto estão presos (Foto: AP Photo)

Foto distribuída pelo Centro de Operações de Resgate mostra socorristas na caverna na Tailândia onde 12 meninos e um adulto estão presos (Foto: AP Photo)

A morte de um militar experiente deixa claro os riscos do resgate dos 12 meninos, que têm entre 11 e 16 anos, e do técnico, de 25 anos. Alguns não sabem nadar e todos terão que aprender noções básicas de mergulho.

O grupo, que está preso desde 23 de junho, foi encontrado por dois mergulhadores britânicos após nove dias de intensas buscas, aglomerados sobre uma rocha a cerca de 4 km da entrada da caverna.

“A morte deste especialista mergulhador serve para mostrar a dificuldade dos trabalhos de resgate. Apesar desta morte, não vamos parar de trabalhar para resgatar o grupo”, afirmou uma fonte do gabinete do governador da província de Chiang Rai, onde está localizada a caverna.

O corpo de Kunan será levado para a cidade de Sattahip, no sudeste do país, onde será realizado o funeral. Ele será cremado.

O nível de oxigênio na câmara de ar onde os meninos estão, na caverna, caiu para 15%. O nível normal é de 21%. Por isso, as equipes decidiram levar oxigênio ao local, segundo a BBC.

“O mergulho é sempre cheio de riscos. Ele pode ter desmaiado, fazendo-o se afogar, mas temos que esperar pela autópsia”, disse o vice-almirante da Marinha, Aphakorn Yookongkaew, segundo a CNN.

 Equipes de resgate levam suprimentos para o complexo de cavernas de Tham Luang, na Tailândia, onde 12 meninos e seu treinador de futebol estão presos (Foto: Ruamkatanyu Foundation / Via Reuters)

Equipes de resgate levam suprimentos para o complexo de cavernas de Tham Luang, na Tailândia, onde 12 meninos e seu treinador de futebol estão presos (Foto: Ruamkatanyu Foundation / Via Reuters)

Operações de resgate

As autoridades analisam as opções para a saída dos meninos. A água está sendo bombeada para fora da caverna, socorristas vão ensiná-los a mergulhar pelas passagens inundadas ou encontrar uma cavidade no teto da montanha por onde poderiam ser retirados com ajuda de um helicóptero.

Na quinta, cerca de 20 bombas de extração funcionavam sem intervalo e drenam aproximadamente 10 mil litros por hora, o que se traduz em uma diminuição de aproximadamente um centímetro do nível da água.

Porém, ainda assim, alguns trechos teriam que ser percorridos pelo grupo debaixo d’água e, por isso, os socorristas estão treinando os jovens para que aprendam a mergulhar.

A opção de mergulhar é considerada perigosa já que os meninos não sabem nadar e a água é lamacenta, o que prejudica a capacidade de localização mesmo de mergulhadores experientes.

Combinada com a drenagem artificial das águas, a pausa na chuva com a previsão de aproximação de uma tempestade abriu a possibilidade para uma tentativa de resgate.

No entanto, as autoridades relutam em anunciar uma data para as operações, embora assegurem que vão prosseguir gradualmente, tirando primeiro os jovens em melhores condições físicas e psicológicas.

Sem condições

Na segunda-feira (2), após nove dias sem comer, o grupo recebeu suplementos energéticos e vitaminas antes de receberem uma refeição com carne de porco, arroz doce e leite. Alguns meninos tiveram arranhões e erupções cutâneas.

Apesar de visivelmente magros, estão em bom estado de saúde, embora pelo menos três deles – o técnico e dois meninos- não tenham condições de deixar a caverna de imediato. Eles ainda sentem o efeito do jejum forçado.

Os meninos têm recebido ajuda de militares, entre eles um médico e um psicólogo.

Infográfico mostra onde está o time de futebol em caverna na Tailândia e detalhes sobre planos de resgate (Foto: Infografia: Karina Almeida e Juliane Monteiro / G1)

Infográfico mostra onde está o time de futebol em caverna na Tailândia e detalhes sobre planos de resgate (Foto: Infografia: Karina Almeida e Juliane Monteiro / G1)

Mulher de 92 anos mata filho para evitar ser mandada para asilo. Valor da fiança é de 500 mil dólares

Idosa responde à Justiça por assassinato premeditado, agressão e sequestro e pretendia se suicidar;

Uma mulher de 92 anos matou seu filho de 72 anos, nos Estados Unidos, porque ele queria colocá-la em um asilo, segundo a polícia de Fountain Hills, no estado do Arizona. Ela também tentou matar a namorada do filho, que conseguiu fugir, e tinha a intenção de se suicidar logo em seguida.

Anna Mae Blessing está presa sob a acusação de assassinato, agressão e sequestro. De acordo com os relatórios da Justiça, ela decidiu disparar contra o filho, cujo nome não foi revelado, porque ele queria enviá-la para uma casa de cuidados a idosos por alguns dias.

“Você tirou a minha vida, então, estou tirando a sua”, ela teria dito ao ser levada de sua casa, que compartilhava com o filho e a namorada. Blessing contou à polícia que tinha a intenção de se matar. O caso ocorreu na última segunda-feira (2).

A polícia apura se o crime teria sido premeditado por causa da disputa de Blessing com o filho sobre sua internação, explicou o sargento de polícia do Condado de Maricopa, Bryant Vanejas, à emissora local KPHQ.

O filho queria colocá-la em um asilo porque a convivência com a mãe teria se tornado difícil, diz o relatório da polícia. Antes de discutirem pela última vez, ela escondera dois revólveres no bolso. Ao confrontá-lo, sacou uma das armas e atirou. Ele foi encontrado pela polícia com tiros no pescoço e na mandíbula.

Blessing apontou a arma para a namorada do filho, de 57 anos, que conseguiu afastar o revolver jogá-lo para um canto do quarto. A idosa sacou a segunda arma – que havia ganhado de seu marido na década de 70 – e apontou novamente para a mulher, que mais uma vez conseguiu se desvencilhar e fugir rumo à delegacia.

A polícia encontrou a idosa sentada na cadeira de balanço de seu quarto e a levaram sem que ela demonstrasse sinais de arrependimento. Ela está sendo acusada de homicídio premeditado, agressão grave e sequestro. A fiança para responder ao processo em liberdade foi fixada em 500.000 dólares (quase 2 milhões de reais).

(Com EFE)

Bilionário chinês morre ao cair de parapeito tirando foto na França. Como caixão não tem gaveta, desceu duro que nem pedra…

Na mira das autoridades por seu frenesi de aquisições no exterior, o presidente do conglomerado chinês HNA, Wang Jian, morreu na França, após uma queda acidental, quando tentava tirar uma foto – anunciou o grupo nesta quarta-feira.

Wang Jian, presidente e fundador, morreu nesta terça-feira na região de Provence, aos 57 anos, de acordo com um comunicado dessa empresa, ativa nos setores de turismo, logística e transporte aéreo.

Wang visitava a localidade de Bonnieux, quando sofreu uma queda mortal, segundo a polícia, que trata o caso como um acidente.

— Havia subido em um parapeito alto para tirar uma foto e caiu — disseram os policiais.

Segundo uma fonte ligada ao caso, o empresário chinês quis ver a paisagem subindo em um pequeno muro. Para isso, tomou impulso e acabou sendo alavancado pela própria força, caindo de uma altura de dez metros. Os bombeiros não conseguiram reanimá-lo.

Assim como no caso de Wanda (cinemas e imóveis), Fosun (lazer e turismo) e Anbang (seguradoras e hotelaria), o grupo HNA, fundado em 2000 na ilha de Hainan, faz parte dos conglomerados que estão há um ano na mira dos reguladores chineses, preocupados com a amplitude dos empréstimos contraídos para financiar suas aquisições, especialmente no exterior.

“O grupo HNA estende suas mais profundas condolências a família e aos muitos amigos de Wang”, afirmou o conselho executivo da empresa em um comunicado. “Juntos, vivenciamos o luto pela perda deste excepcional líder, cuja visão e valores continuarão a ser uma inspiração para todos que tiveram a sorte de conhecê-lo, assim como para todos cujas vidas foram tocadas pelo seu trabalho e suas atividades filantrópicas”.

Calcula-se que a riqueza desse discreto empresário é de 1,7 bilhão de dólares, segundo a revista americana “Forbes”.

Wang se especializou em Aviação Civil na Universidade da China. Desde o início dos anos 1990, participou da fundação da Hainan Airlines.

Segundo “The New York Times”, Wang Jian pôde transformar a pequena empresa regional em um grande conglomerado, graças a uma colaboração, mantida em segredo durante muito tempo, com seu irmão Wang Wei, que vendia serviços e material para a Hainan Airlines.

O grupo, casa matriz da companhia aérea chinesa Hainan Airlines, desenvolveu-se rapidamente à base de aquisições.

Nos últimos dois anos, gastou pelo menos 50 bilhões de dólares em investimentos e compras de participações, não isentas de polêmica sobre a opacidade de suas complexas estruturas acionárias.

Assim, entrou no capital de várias companhias aéreas estrangeiras: Azul (Brasil), Aigle Azur (França), Virgin Australia (Austrália) e TAP (Portugal).

Em maio de 2017, tornou-se o primeiro acionista do banco alemão Deutsche Bank, com 9,9% das ações. Em outubro de 2016, o conglomerado já havia anunciado a aquisição de um quarto do capital dos hotéis Hilton, a 6,25 bilhões de dólares.

No setor da logística, participou do suíço Gategroup, fornecedor de serviços a bordo para o transporte aéreo. Também anunciou em 2016 compra do braço de aluguel de aviões do grupo americano CIT por 10 bilhões de dólares.

No final de 2017, a HNA anunciou que sua dívida total chegava a 638 bilhões de iuanes (94,8 bilhões de dólares), um aumento de 36% em relação ao final de 2016.

Casamento de homem de 41 anos com menina de 11 provoca fúria na web, mas Caetano pegou uma de 13 anos e nada aconteceu…

Qual a diferença para o famoso no Brasil que com 40anos pegou a menina quando tinha 13. Este todos aliviaram….

O casamento, na Malásia, de um homem de 41 anos com menina de 11 está provocando fúria nas redes sociais.

A detonadora da indignação mundial foi uma foto que viralizou, mostrando o marido, que já tem duas mulheres, segurando a mão da menina.

O marido, um afortunado empresário, deu um pomposo dote aos empobrecidos pais da menina, que ficará com eles até completar 16 anos.

“Fiquei desapontado com críticas feitas contra mim nas redes sociais”, defendeu-se ao jornal “The Borneo Post” Che Abdul Karim, que tem seis filhos, com idade entre 5 e 18 anos.

A indignação chegou à representante da Unicef na Malásia, Marianne Clark-Hattingh:

“É chocante e inaceitável.”

O governo da Malásia está investigando o caso. Casamentos no país exigem que a noiva tenha ao menos 18 anos. Adolescentes acima de 16 anos precisam de uma permissão especial do governo para contrair matrimônio.

Em algumas regiões da Malásia, um conselho de sábios islâmicos também pode autorizar que jovens de 16 anos se casem.

HOMEM Transgênero é eleita Miss Espanha e disputará Miss Universo 2018. Eita mundão bom, tudo normal!

Angela Ponce foi escolhida a mulher mais bonita do país na noite de sexta-feira

A modelo transgênero Angela Ponce foi eleita Miss Espanha na noite de sexta-feira, 29,

e representará seu país no concurso de Miss Universo que será realizado ainda neste ano.

Na cerimônia, Angela recebeu a coroa de Sofía del Prado, vencedora do concurso em 2017.

Não será a primeira vez que uma mulher transgênero participa do concurso mundial.

MULHERÃO NÃO, HOMEM TRANS…. SEI LÁ O QUE…

Em 2012, a canadense Jenna Talackova ficou entre as 12 mais bonitas da competição.

Concorrente brasileira 

A concorrente brasileira no Miss Universo deste ano é a amazonense Mayra Dias, que venceu o Miss Brasil, em maio.