Arquivo da categoria: Videos

ASSISTA O EMOCIONANTE VÍDEO: Homem viaja todos os dias para matar a sede de animais que vivem na seca. Conheça essa alma para refletir na sua própria vida..

O queniano Patrick Kilonzo Mwalua teve a ideia de levar água para os animais depois de ver os efeitos do aquecimento global na região onde mora.

Em vários países a chuva é escassa, e com isso animais selvagens passam longos períodos de sede.

Patrick Kilonzo Mwalua é conhecido como o “Homem da Água” e o apelido não é à toa. Todos os dias, ele leva água para animais selvagens com sede que vivem em locais extremamente secos no Tsavo West National Park, no Quênia.

Mwaula é dono de uma fazenda de ervilhas e teve a ideia de levar água para os animais depois de ver os efeitos do aquecimento global na região. “Não estamos tendo a chuva que costumávamos ter. Então, eu comecei a dar água aos animais, porque pensou: ‘se eu não fizer isso, eles vão morrer’”, contou Mwalua ao “The Dodo”.

Mwalua dirige um caminhão que leva cerca de 3 mil galões de água fresca para elefantes, búfalos, antílopes e zebras. “Não há água, então, os animais dependem dos humanos”, afirmou.

Os animais parecem saber que vão matar a sede quando o caminhão se aproxima. “Em uma noite, eu encontrei 500 búfalos esperando próximo ao local onde eu coloco água. Quando eu cheguei, eles podiam sentir. Pareciam felizes”, disse o fazendeiro.

Comovidas com a paixão de Mwalua pelos animais, um grupo de mulheres norte-americanas criou uma campanha de financiamento coletivo na plataforma GoFundMe para ajudar o fazendeiro, já que ele pretende cuidar dos animais enquanto estiver vivo.

ASSISTA O VÍDEO

Sergio Moro é aplaudido de pé em Nova York, veja o vídeo:

O juiz federal Sérgio Moro recebeu o prêmio Person of the Year, oferecido há 48 anos pela Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos em Nova York.

O juiz foi intensamente aplaudido pela plateia, que se levantou para ovacioná-lo.

O prêmio é entregue a grandes personalidades e tem entre seus vencedores grandes nomes como o ex-presidente americano Bill Clinton.

Assista:

Petistas mudam o discurso de “Lula é inocente” para “Lula rouba, mas faz” (Veja o vídeo)

A Atriz Maria Ribeiro, namorada do petista Fábio Assunção, deu a letra.

Agora é a hora de assumir que Lula roubou tanto quanto os outros e deve ser candidato porque podia roubar.

“Todo mundo roubou. O jogo mudou no meio do caminho e só o Lula está sendo punido”, disse a atriz.

Para reforçar essa nova narrativa que o PT irá adotar,

a página oficial “Lula Presidente” divulgou um vídeo em que um cidadão,

com aparência simplória, enumera supostos feitos de Lula,

para na sequência blasfemar “O Lula roubou, mas quem não roubou?”.

Lula se inspira em Maluf.

Veja os vídeos:

Dentro da delegacia, líder do PCC ameaça policial e família (Veja o Vídeo)

A ousadia da bandidagem está aumentando e se tornando intolerável.

Sob o manto dos direitos humanos, não respeitam mais ninguém, fazem ameaças e, pior, cumprem as ameaças.

Em Poá, no interior de São Paulo, o traficante conhecido pela alcunha de ‘Merreis’, supostamente líder da facção criminosa PCC, jura que vai mandar matar o policial que efetuou sua prisão e estende a ameaça à sua família.

O ódio incrustado no semblante do marginal é prenúncio de que as ameaças são realmente sérias.

Todavia, nenhuma entidade protege o policial em situações como esta.

São as absurdas distorções de nosso ordenamento jurídico.

Veja o vídeo:

Maria Ribeiro, a boba da corte da vez da esquerda brasileira. Mulher de Fábio Assunção é uma completa sem noção, veja o vídeo!

Segundo Millôr Fernandes, “a Academia Brasileira de Letras se compõe de 39 membros e um morto rotativo”.

Talvez aspirando à imortalidade, a esquerda brasileira segue o mesmo modelo: alguns ideólogos, uns milhares de militontos – e um bobo da corte rotativo.

Já passaram pelo rodízio o Wagner Moura, a Letícia Sabatella, a Taís Araújo, a Márcia Tiburi.

A boba da vez é a Maria Ribeiro, porta-voz do “roubou porque podia roubar”.

Criticam a moça sem lhe reconhecer um grande mérito: ela não nega mais o roubo. É uma Boba 2.0, que já não roda o programa da negação, mas o da justificativa.

Os bobos e as bobas e xs bobxs anteriores e anterioras e anteriorxs vinham trabalhados e trabalhadas e trabalhadxs na tese da honestidade. Maria Ribeiro é modelo 2018/2019, trazendo novidades de fábrica.

Ainda não é a assunção da culpa (sem trocadilho com seu marido problemático), mas a era da inocência acabou.

Não há mais público para uma Joana Maranhão, uma Tatá Werneck, uma Camila Pitanga, e seu mantra “não sei quem plantou, desconheço a semente”, declamado enquanto aperta unzinho. Bobas seniores, como Sonia Braga, ou bobos juniores, como Gregório Duvivier, tanto bateram na velha tecla que ela furou.

Se nas cortes medievais o bobo era uma espécie de consciência crítica, o único a poder dizer ao rei o que o rei precisava ouvir, aqui ele é boi de piranha, bucha de canhão, e cabe a nós ouvi-lo e interpretar sua fala, antes que o pobre (ou a pobra ou x pobrx) seja deglutido/a/x, pulverizado/a/x.

Tico Santa Cruz, Marina Lima, Maria Gadú, Aline Moraes, Fábio Assunção não são apenas bobos: são birutas – aquele troço colorido que se vê nos campos de aviação, indicando para onde o vento sopra.

A biruta da vez, Maria Ribeiro, parece indicar a mudança dos ventos.

Quem sabe o próximo bobo rotativo, a próxima biruta, já não ensaia uma autocrítica?

Texto de Eduardo Affonso

Veja o vídeo:

VAZOU: Antes da prisão, completamente embriagado, Lula gravou vídeo dizendo que não quis fugir (Veja o Vídeo)

Em vídeo divulgado neste domingo (22) nas redes sociais, o ex-presidente Lula diz que poderia ter fugido, mas ‘preferiu enfrentar os problemas’.

“Primeiro, que eu não tenho medo das denúncias contra mim porque sou inocente. Segundo, poderia ter fugido. Estive na divisa do Paraguai com o Brasil, estive em Foz do Iguaçu, estive do Uruguai e da Argentina, poderia ter saído. Poderia ter ido para uma embaixada”.

No vídeo, Lula ataca novamente o juiz Sérgio Moro, o procurador Deltan Dallagnol e a Rede Globo.

“A Globo é que dá veracidade às mentiras que eles contam.

E resolvi enfrentá-los.

É por isso que estou indo agora para Curitiba e quero pedir muita, mas muita vontade de lutar do povo brasileiro.

Eu estou com a consciência tranquila dos inocentes”, prosseguiu Lula.

Percebe-se claramente, que Lula já estava embriagado no momento da gravação.

Veja o vídeo:

VEJA TAMBÉM:

VÍDEO CONFIRMA QUE LULA BEBIA CACHAÇA DURANTE MISSA: TENTAM TIRAR A GARRAFA DA MÃO DELE, MAS ELE NÃO DEIXA!

Morra de rir com essa ‘querida’. A aula de Dilma em San Diego: como assassinar o português Ex-presidente ensina que a Justiça do Inimigo destrói uma pessoa cidadamente. Ou cidadanamente… assista o vídeo

No meio do palavrório na Universidade Estadual de San Diego, Dilma Rousseff resolveu ensinar como funciona no Brasil o que batizou de Justiça do Inimigo:

“É quando você usa a lei e os processos legais para não destruir fisicamente, mas destruir civil e cidadamente uma pessoa”.

Nem fez uma pausa para corrigir: “cidadanamente”.

Além de não explicar o que é Justiça do Inimigo, a ex-presidente conseguiu assassinar a língua portuguesa com a invenção de duas palavras que nenhum dicionário registra: cidadamente e cidadanamente.

Os idiotas , como constatou Nelson Rodrigues, estão por toda parte. Mas só no Brasil do PT dois imbecis juramentados chegaram à Presidência da República.

DEBATE CALOROSO ANA AMÉLIA ‘DESCASCA’ GLEISI LEVANDO PETISTA À LOUCURA e DÁ LIÇÃO EM HUMBERTO COSTA

Ana Amélia faz grave denúncia a respeito de vídeo da presidente nacional do PT, conclamando aos muçulmanos para defenderem o ex-presidente Lula.

Um vídeo considerado extremamente polêmico e ofensivo contra as instituições do Poder Judiciário brasileiro veio à tona nesta quarta-feira (18), envolvendo a senadora pelo Partido dos Trabalhadores (PT) do estado do Paraná e presidente nacional da sigla, Gleisi Hoffmann, com base em um pronunciamento dirigido ao mundo árabe e muçulmano, cuja divulgação ocorreu pela televisão Al Jaazeera. A petista se referiu à prisão do ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva.

Numa clara confrontação contra a decisão da Justiça brasileira, Gleisi atacou a decisão tomada pelo juiz federal Sérgio Moro, em decretar a prisão do ex-mandatário petista.

A senadora paranaense também atacou outras instituições brasileiras, como o Supremo Tribunal Federal (STF), em alusão ao papel desempenhado pela Suprema Corte, que acabou negando o habeas corpus preventivo impetrado pela defesa do ex-presidente Lula e que poderia, até mesmo, resultar num adiamento de sua prisão

Ataques à Justiça brasileira e suposta incitação ao ódio

Durante a gravação do vídeo dirigido ao mundo árabe e muçulmano, a senadora petista Gleisi Hoffmann afirmou que o ex-presidente Lula seria um “preso político” no Brasil e que não haveriam provas para que fosse decretada a prisão do ex-mandatário.

A petista disse ainda que Lula estaria sendo vítima de “juízes parciais” do Poder Judiciário brasileiro, em alusão ao papel desempenhado pelo juiz Sérgio Moro e Luiz Edson Fachin, relator dos casos da Operação Lava Jato na Suprema Corte brasileira.

Não bastassem os ataques contra a Justiça brasileira, perante uma das maiores emissoras de televisão do mundo árabe e muçulmano, a TV Al Jazeera, Gleisi desferiu ataques contra a imprensa do Brasil, especialmente à Rede Globo de Televisão.

Gleisi Hoffmann tenta, de todo modo, denegrir a Justiça brasileira, ao tentar mudar a situação do ex-presidente Lula, preso em Curitiba, devido ao desfecho do processo que envolve o caso do Tríplex do Guarujá, cuja pena estipulada ao petista é de doze anos e um mês de prisão, pela prática criminosa de lavagem de dinheiro e corrupção passiva.

Lava Jato
A Lava Jato é considerada a maior operação anticorrupção em toda a história contemporânea do pais e uma das maiores que já foram desencadeadas em todo o mundo. A Lava Jato é conduzida em primeira instância pelo juiz Sérgio Moro, a partir da décima terceira Vara Criminal da Justiça Federal de Curitiba, no Paraná.

Gleisi ‘ataca’ Sérgio Moro e Globo e pode se complicar ao incitar mundo árabe

Ana Amélia faz grave denúncia a respeito de vídeo da presidente nacional do PT, conclamando aos muçulmanos para defenderem o ex-presidente Lula.

Um vídeo considerado extremamente polêmico e ofensivo contra as instituições do Poder Judiciário brasileiro veio à tona nesta quarta-feira (18), envolvendo a senadora pelo Partido dos Trabalhadores (PT) do estado do Paraná e presidente nacional da sigla, Gleisi Hoffmann, com base em um pronunciamento dirigido ao mundo árabe e muçulmano, cuja divulgação ocorreu pela televisão Al Jaazeera. A petista se referiu à prisão do ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva.

Numa clara confrontação contra a decisão da Justiça brasileira, Gleisi atacou a decisão tomada pelo juiz federal Sérgio Moro, em decretar a prisão do ex-mandatário petista.

A senadora paranaense também atacou outras instituições brasileiras, como o Supremo Tribunal Federal (STF), em alusão ao papel desempenhado pela Suprema Corte, que acabou negando o habeas corpus preventivo impetrado pela defesa do ex-presidente Lula e que poderia, até mesmo, resultar num adiamento de sua prisão

Ataques à Justiça brasileira e suposta incitação ao ódio

Durante a gravação do vídeo dirigido ao mundo árabe e muçulmano, a senadora petista Gleisi Hoffmann afirmou que o ex-presidente Lula seria um “preso político” no Brasil e que não haveriam provas para que fosse decretada a prisão do ex-mandatário.

A petista disse ainda que Lula estaria sendo vítima de “juízes parciais” do Poder Judiciário brasileiro, em alusão ao papel desempenhado pelo juiz Sérgio Moro e Luiz Edson Fachin, relator dos casos da Operação Lava Jato na Suprema Corte brasileira.

Não bastassem os ataques contra a Justiça brasileira, perante uma das maiores emissoras de televisão do mundo árabe e muçulmano, a TV Al Jazeera, Gleisi desferiu ataques contra a imprensa do Brasil, especialmente à Rede Globo de Televisão.

Gleisi Hoffmann tenta, de todo modo, denegrir a Justiça brasileira, ao tentar mudar a situação do ex-presidente Lula, preso em Curitiba, devido ao desfecho do processo que envolve o caso do Tríplex do Guarujá, cuja pena estipulada ao petista é de doze anos e um mês de prisão, pela prática criminosa de lavagem de dinheiro e corrupção passiva.

Lava Jato
A Lava Jato é considerada a maior operação anticorrupção em toda a história contemporânea do pais e uma das maiores que já foram desencadeadas em todo o mundo. A Lava Jato é conduzida em primeira instância pelo juiz Sérgio Moro, a partir da décima terceira Vara Criminal da Justiça Federal de Curitiba, no Paraná.

“Gleisi incita terrorismo, fere Lei da Soberania Nacional e tem que ser presa”, diz Joice Hasselmann

A jornalista Joice Hasselmann falou sobre a convocação de Gleisi a grupos islâmicos para lutar contra o Brasil e pela liberdade do criminoso Lula.

ASSISTA O VÍDEO