PF descobre que terrorista usava lan house para se comunicar com suposto mandante

Compartilhe essa notícia!

A Polícia Federal descobriu que o terrorista que tentou matar Jair Bolsonaro com uma facada frequentava uma lan house em Juiz de Fora.

A informação é muito relevante, pois Adélio tinha um computador e quatro telefones celulares.


A descoberta é ponto de partida para descobrir se o atentado teve um “mandante” ou um “incentivador”.

O terrorista frequentou a lan house desde o dia em que chegou á cidade de Juiz de Fora, duas semanas antes de cometer o atentado.

A ideia da investigação é apurar, nesses computadores, com quem Adélio mantinha contato. Os agentes já apreenderam as maquinas utilizadas pelo criminoso na lan house.

Os investigadores tentam entender por que o terrorista recorria à uma lan house mesmo tento em seu poder um notebook de última geração e quatro telefones celulares, sendo que dois deles com acesso ilimitado a internet.

As lan houses são muito utilizadas por criminosos para ocultar o ‘ip’ de onde estão se comunicando e com isso, evitar o rastreamento de mensagens e dos aparelhos de propriedade dos criminosos.

online:

Participe dos debates no grupo!

Compartilhe essa notícia!