SE A MODA PEGA? Justiça condena viúva a dividir prêmio da Mega Sena com amante do marido…

Tem que compartilhar! Use o whatsapp também!

Uma decisão da 2ª Vara de Direito de Família de Niterói, confirmada em segunda instância pela 10ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ), um colegiado, condenou uma víuva a dividir parte da herança do marido, estimada em R$ 12 milhões, com a amante dele.

O morto, um engenheiro, funcionário graduado de uma autarquia de transportes do governo do estado, era casado havia 48 anos, mas manteve um relacionamento paralelo de 17 anos com uma secretária que trabalhava na mesma repartição.

A decisão é fruto do entendimento da justiça de que a amante não tinha conhecimento de que o falecido era casado. A bolada inclui ainda a metade de um prêmio R$ 12 milhões da Mega Sena, que o réu venceu em 2010, mas manteve fora do conhecimento da companheira de trabalho. Este é o primeiro caso de reconhecimento de uma união estável putativa em Niterói.

Como os casos das varas de Direito de Família transcorrem em segredo de justiça, os nomes das partes não podem ser revelados. A sentença mais recente do processo saiu em maio. Neste momento, a viúva e a filha do morto apresentam dois recursos: um extraordinário e outro especial, que questionam a constitucionalidade da decisão, alegando que ela defende a bigamia.

Caso sejam acolhidos, o processo será apreciado em Brasília (DF), pelo Supremo Tribunal Federal (STF) e pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Advogado responsável pela ação, Afonso Feitosa é especialista em Direito de Família e tem um escritório no Centro. Ele explica que defende os direitos da cliente, autora da ação, desde antes da morte do funcionário público, quando o relacionamento dos dois chegou ao fim.


A postagem continua.....

Com a morte, em 2014, o objeto do processo passou a ser a herança. Ele reforça que é justamente o fato de a secretária não ter conhecimento do casamento do companheiro durante o relacionamento que garante a ela o direito à partilha de bens.

— Iniciamos o processo pedindo dissolução da união estável. Quando ele alegou que era caso, só incluímos na ação o termo “putativa”, deriva do desconhecer. Ela não sabia que ele era casado, ninguém no trabalho sabia disto também. Ela agiu de boa fé. Além de fotos, cartas, recados e bilhetes, apresentamos como prova cinco contratos de aluguéis que ele fez para ela, em nome dele, neste período, pagando as despesas.

Nos documentos, em suas qualificações, ele dizia ser solteiro. Além disto, não havia bigamia, uma vez que ele só era casado com uma, e já há farta jurisprudência que equipara os direitos da companheira ao da esposa — afirma Feitosa.

O advogado explica que o engenheiro realizava depósitos mensais de valores entre R$ 8 mil e R$ 10 mil para a secretária durante o período do relacionamento. Ele reivindica para a cliente a metade do que eles construíram juntos ao longo destes 17 anos.

A disputa inclui ainda carros, parte do valor atualizado do prêmio da Mega Sena e um terreno doado pelo funcionário público à filha em 2006, na vigência do relacionamento dos dois. A área fica na Zona Sul do Rio de Janeiro e abriga um estacionamento.

— Esse terreno não poderia ter sido negociado. Mas, como isto aconteceu, minha cliente precisa ser ressarcida. Se o processo for para Brasília (DF), a viúva e a filha do companheiro de minha cliente terão que desembolsar uma multa entre 1% e 5% do valor atribuído à causa, pago em favor da autora — conclui o advogado.

Tem que compartilhar! Use o whatsapp também!

Leia mais 5382 postagens

:) Participe no nosso Facebook!

NO TOPO AGORA!

Leia mais 5382 postagens




AGORA – URGENTE: LULA PASSA MAL POR FALTA DE ÁLCOOL E VAI PARA HOSPITAL DO SUS
Coluna: Humor



URGENTE: PF investiga publicações em rede social com ameaças de morte a Sérgio Moro
Coluna: PoliticaMente



PF SUJA O CAPACHO DE TEMER: Marun atuava no Ministério do Trabalho fazendo uso de uma “laranja”
Coluna: PoliticaMente



DESESPERO DE UMA MARIA: Rosário na frente do TRF-4 desanda a dizer besteiras, asneiras e disparar ofensas (Veja o vídeo)
Coluna: PoliticaMente



O namoro do ano: Gleisi e Garotinho. Eles se merecem, e serão felizes para sempre, na cadeia!
Coluna: PoliticaMente



GUERREIRA: Raquel Dodge ORDENA aposentadoria compulsória de Rogério Favreto, o fiasco da lei
Coluna: PoliticaMente



ACABOU PEIXINHO! Ciro, o falastrão, era “Senhor Sardinha” na lista de propina da Odebrecht. Candidatura foi pro saco!
Coluna: PoliticaMente



‘Tô de boa com meu chifre, mas você vai aprender!’ Mulher é indiciada por divulgar nudes de nova namorada do ex
Coluna: Comportamento, Policial



FIM DA LINHA: Checagem de horários comprova conduta criminosa de Favreto
Coluna: PoliticaMente



VERGONHA:: PT faz chacota com o Judiciário e protocola no STJ mais 264 pedidos de HC para Lula
Coluna: PoliticaMente



Brasileiro indignado escorraça Gilmar em Lisboa: “Muito obrigado por F**** nosso país!” (veja o vídeo)
Coluna: PoliticaMente



TIRO NO PÉ: “Golpe do Plantonista” compromete diretamente a posse de Dias Toffoli na presidência do STF (Veja o Vídeo)
Coluna: PoliticaMente



COM AS BOLAS NO LUGAR CERTO: Petista travestido de magistrado será punido, garante ação de Raquel Dodge
Coluna: PoliticaMente



MUNDO CÃO MOVIDO A CIFRÃO: Resgate dos meninos da Tailândia pode render ao menos dois filmes
Coluna: Pelo Mundo



Laurita complica Gilmar. Presidente do STJ atira em ação orquestrada para soltar Lula e acerta em juiz que alimenta a indústria dos habeas corpus.
Coluna: PoliticaMente



TUDO NOVAMENTE: Temer pode vetar anistia a multas a caminhoneiros, diz Marun. OU SEJA, O BRASIL PARAMAIS UMA VEZ
Coluna: PoliticaMente



Câmara banca viagens de petistas para visitar Lula na prisão. Deputados emitiram passagens para Curitiba com verba do mandato
Coluna: PoliticaMente



Impotente: O medo de Temer é perder Marcela. De cadeia, o presidente diz que não tem
Coluna: PoliticaMente



Campanha Nacional é desencadeada para impedir a eleição de Toffoli na presidência do STF (Veja o Vídeo)
Coluna: PoliticaMente



DESESPERO: Presidente do STJ diz que tribunal não é ‘balcão de reivindicação’ e nega mais 143 pedidos de liberdade a Lula
Coluna: PoliticaMente

Leia mais 5382 postagens